sexta-feira, 31 de março de 2017

REUNIÃO DA CAVALGADA. O CLIMA FOI MUITO OTIMISTA. VAMOS TER UMA GRANDE FESTA

O vereador Lelei antecipou as palavras de Léo Fonseca, que está na coordenação direta do evento, para anunciar avanços nas conversas com a FUNDARTE  e diretamente com a empresa fornecedora do palco, de forma já termos garantido um palco de 8 x 12 m, capaz de comportar uma banda completa.
Também adiantou, que foram dados os passos finais para a contratação de uma banda para a abertura na noite de sábado, 29 de abril, outra  boa banda para se apresentar logo após a abertura oficial e a transmissão da faixa da Rainha da Cavalgada e um DJ para fechar a noite. Uma outra banda se apresentará na tarde de domingo, no mesmo palco, depois dos sorteios para quem participou do churrasco de almoço
Lelei e Léo estão absolutamente seguros de que as bandas irão agradar pois, apesar das dificuldades financeiras apontadas pela prefeitura, as coisas caminharam para um desfecho favorável.

Foram mais de 60 pessoas na reunião.
Afinal, a Cavalgada de Belisário é aguardada sempre com grande expectativa.

Tem uma candidata a rainha ai, ao lado do namorado.
E a atual Rainha da Cavalgada, também presente. É Bruna Carvalho, a segunda da direita pra esquerda..
Paloma, na extrema esquerda, também vai competir. 
Agora sim, Paloma aparece no primeiro plano. Ela é neta de Tião Arnaldo, grande colaborador das cavalgadas de Beli e integrante da comissão de frente.

Depois dessa foto, mais pessoas apareceram. O número passou realmente de 60 participantes.

Algumas questões tratadas:
  • A  Comissão precisa de voluntários para comporem as diversas sub-comissões como recepção e encaminhamento das bandas, recepção de animais para serem entregues nos pastos, arrecadação de brindes.
  • Será marcada uma data para que técnicos do DEMUTRAN venham em Beli para análise de soluções para organizar o trânsito.
  • O trajeto inicial apresentado foi o seguinte: centro de Belisário, Fazenda da Onça, direção Comunidade do Fundão, entrada pelo Sítio do Pavão, Comunidade de São Tomé e retorno para Belisário passando pelo Sítio do Zé Carneiro. Esse percurso será confirmado, após serem ouvidos cavaleiros com experiência em organizações anteriores.
  • A Comissão Julgadora será composta por: Tão, Rafaela Vital, Janir, André, Sérgio reis, Vaguinho e Bruno. Irão eleger 1 rainha e 2 princesas, que irão compor a Comissão de Frente da Cavalgada.
  • Foi proposto que não houvesse a participação de ex-rainhas no concurso. Apesar disso ter sido autorizado na reunião anterior, como não houve manifestação por parte de nenhuma delas no sentido de participação neste ano, por maioria absoluta de votos foi decidido pelo impedimento de participação daquelas que já receberam a faixa de rainha em anos anteriores.
  • O preço do churrasco de almoço será o mesmo do ano passado R$ 15,00. Ingressos podem ser comprados no sábado ou na manhã de domingo, no dia da Cavalgada.
Já foram alugadas muitas casas (99968 8091) e quem quiser, pode tentar vaga na Pousada GAB (99900 7330) ou na D. Maria Pena (3711 1051). 

Não temos dúvida: teremos uma grande festa. 

VAGAS DE EMPREGO NA FUNDAÇÃO

QUEM É VIVO DE VEZ EM QUANDO APARECE

Um carro de Ubá parou na porta onde eu estava. Quem será?
Opa! É gente amiga. Eles já apareceram aqui na telinha várias vezes. Como bom filho, José Augusto Cassimiro sempre à casa torna e sempre traz sua esposa Aparecida.

Ele tem ótimas lembranças de Belisário, onde viveu a sua infância e parte de sua mocidade.  Seu Pai, Atalíbio ou Ataliba Cassimiro, como era tratado, tinha uma loja muito sortida aqui Casa Americana, na Praça da Matriz. Ele teve forte participação na construção da Igreja de S. luzia. Segundo Zé Augusto, houve uma crise na década de 70, quando muitos saíram da cafeicultura para a pecuária e a loja do pai entrou em derrocada.
Ele lembra que, como alternativa, o velho Ataliba passou a fabricar malas, a partir de jornais velhos que ele comprava, passava cola e, em camadas,  ia formando as paredes da mala. Colava uma estrutura nas bordas e pintava com uma tinta à base de peroba.
Mas foi por pouco tempo. Decidiu partir para Ubá, onde Zé Augusto mora até hoje. Augusto entrou na Polícia Militar Rodoviária, se aposentou e voltou a trabalhar lá mesmo, mas quer parar de vez.
Seu pai casou-se na família do Luciano Alves Pereira, que dá nome à nossa rua principal. Dessa forma ele guarda parentesco com muita gente aqui, como D. Angélica, Antônio Moreira e D. Nina Campos. Tem parentes em Rosário da Limeira, Gudinhos...
Belisário desperta paixão em muita gente.

quinta-feira, 30 de março de 2017

SEGURANÇA EM BELISÁRIO: A PM QUER FALAR SOBRE ISSO


Como falamos em matéria anterior, o novo comandante do 47º Batalhão da Polícia Militar, em Muriaé, o Ten. Cel. Joedson, montou uma comando específico para tratar a segurança dos distrito em uma rede única, dentro do projeto "Comunidade Protegida".
Para tratar disso e das estratégias que pretende usar e também receber sugestões, o Aspirante Wesley, que deve assumir o comando dessa rede, quer um encontro com a nossa comunidade.
Isso vai acontecer na próxima quarta-feira, dia 5 de abril, às 19 horas, no salão do GAB.
Toda a comunidade deve estar presente, afinal o tema é de interesse geral. Vamos dar outra chamada mais perto da reunião. 

A POPULAÇÃO DE BELISÁRIO CRESCEU ESSA SEMANA

E o percentual de crescimento, em relação à nossa população urbana foi de 0,08% que pode parecer pouco, mas em São Paulo significa 10 mil nascimentos. No Rio significa 5 mil nascimentos, e em BH significa o crescimento de 1.200 pessoas num só dia. É bastante .
E essa pessoa já ia entrando de mansinho em casa. Papai Robertinho protegendo a cria com guarda chuva

Espera aí, queremos registrar isso.
Estamos falando de Júlia, que agora nos permite o registro, ao lado da tia Aparecida.
E mamãe Leida é figura fundamental nessa matéria.
Também a vovó Mariquinha, mãe de Leida, que veio acompanhar filha e neta. Ela mora em Muriaé.

Seja muito bem vinda a Belisário, Julinha! Que Deus esteja sempre ao seu lado e que você seja muito feliz.

quarta-feira, 29 de março de 2017

MAIS UMA REUNIÃO DE ORGANIZAÇÃO DA CAVALGADA

O Vereador Lelei abriu o convite para todos os que se interessam pelo tema, aqui no distrito. Houve o comparecimento de 30 pessoas.
Vamos começar por elas.
Bruninha Carvalho, de amarelo, é a atual rainha. Ao seu lado Rafaela, que esse ano será jurada. Também já foi rainha.
Pais também levam filhas, para já irem entrando no clima.
Léo Fonseca coordena a reunião.
Juntamente com Gilcéa.
Bonito grupo.
Com as dificuldades de se fotografar nesse salão, vamos a uma foto geral.


Mas ainda não foi possível fechar a programação do evento. O grupo ainda espera mais apoio por parte da prefeitura, para garantir uma festa no padrão das anteriores. Afinal, estamos falando da maior cavalgada da Zona da Mata, já consagradíssima na região.
Foi marcado nova e definitiva reunião para a próxima sexta-feira, aguardando-se resultado de novas conversas lá em Muriaé, para que se consiga mais recursos para a garantia de uma boa festa.

AINDA VOLTANDO DA PEDRA ALTA

Não achamos o Zé Cunha, mas o carro de Aluisio Rogério está lá na fazenda. Deu pra ver da estrada. Vamos dar um abraço no amigo.
Pedrão me ajuda a procurá-lo. A sua produção forte aqui é o leite. Tudo feito com muita técnica, mesmo porque ele tem formação técnica, como engenheiro, tendo trabalhado muitos anos na PETROBRAS.
Tá ele lá.
Olha que maravilha esse milho, que vai para a silagem, para alimentar o gado. Tudo muito viçoso pois são irrigadas com as fezes que saíram  dos currais diluídas em água, aqui chegando por bombeamento. E ele trata água com profundo carinho.
Veja ai uma das caixas coletoras do estrume diluído na água da limpeza dos currais.


Subimos para eu conhecer as inúmeras barraginhas que ele fez, para conter as águas que descem pelas estradas internas da fazenda.
Com direito a esse visual.
O que desce por aqui não vai assorear rios e lagos lá em baixo.
Vai infiltrando nas barraginhas, por aqui mesmo.

Pegamos o carro e ele foi me mostrar toda a contensão de água feita na fazenda. O que ele pode, segura de água em sua propriedade.
É grande o volume que desce por aqui.
Outra técnica: plantar leguminosa perto do milho, para a retensão de nitrogênio no solo. Aqui foi o feijão
Aqui havia uma depressão natural. Aluisio fechou a saída e formou uma área pantanosa no local. 
Muitas mudas de árvores foram plantadas por ele. Recuperou uma nascente que já está levando água para casa de seu colono.
Barragens pra todo lado.
Olha lá em baixo o resultado. Não falta água, com o permanente abastecimento do lençol freático.
É um entusiasmado. Garante que toda a sua renda, inclusive a da fazenda  é reinvestido aqui.
Olha o que ele fez na estrada municipal! colocou barragens em pontos sucessivos.
Em algum ponto há a travessia da água pela estrada, de forma subterrânea, para alimentar bacias na parte inferior da fazenda.
Veja o resultado!
O solo já está saturado. Essa água garante a qualidade da estrada, que não é esburacada pela correnteza e não permite o carreamento de terra para o rio.
Estamos de volta à sede da fazenda.  Maravilha esse pé de caqui.
Pedrão subiu para encher a sacola.
E a colheita tá feita. Custódia é a esposa de Aluisío. Mirian ficou papeando com ela. Está comprando  mais mudas de frutas, mesmo já tende muitas plantadas pela fazenda. Preocupa-se também em alimentar os pássaros e animais.
Insistiram para que eu trouxesse para casa. Novamente fico vermelho de vergonha, mas aceitei.
De volta pra casa.
Mas sem falar com o Zé Cunha.