sexta-feira, 27 de junho de 2014

TATI - UMA GAROTA QUE VALE OURO

Quando fizemos essa matéria com os dois filhos do Sr. Pedro Vicente de Freitas, que dá nome à nossa Escola Estadual, essa faixa chamou a nossa atenção. Prometemos que iríamos falar a respeito. Pois chegou a hora. 
É isso mesmo que está escrito. Tatiana Cândida Pedrosa Souza, aluna do 3º ano, com 17 anos, foi a primeira classificada no processo seletivo para a contratação de Agentes de Saúde. Ela foi aprovado no primeiro lugar geral em todo o município de Muriaé, tendo feito opção por uma vaga na zona norte.
Tatiana é uma pessoa especial. É filha de Luzia Maria e o pai é falecido já há 8 anos. É uma aluna aplicada, jovem muito centrada, com  facilidade de expressar-se, liderança... 
Bastante religiosa, é membro da Pastoral da Catequese  e Pastoral da Liturgia. Tem  muita vontade de ver a Pastoral da Juventude com uma atuação mais forte..
Gosta de música. Os Tribalistas sempre foram os preferidos. Também gosta de um bom e grosso livro. Acabou de ler, pela segunda vez O Alquimista, de Paulo Coelho. 
Ela já veio comigo até a minha casa, para pegar com Mirian o livro Lucas-Médico de Homens e de Almas.
Ela pretende voos altos. Tanto gosta de biologia como de matemática. Reconhece ser difícil tentar Medicina, pela grande concorrência no vestibular, alto custo do curso..., mas não acha impossível. Sobre isso, esteve essa semana em Viçosa, "rodando" pela  UNIVIÇOSA e pela  UFV. De repente Engenharia também é uma opção.
Eu acredito piamente nela. SUCESSO TATI!!!

Sobre o chamado para o trabalho, esperamos que isso aconteça logo. A Unidade Básica de Saúde de Belisário precisa começar a funcionar, já que foi inaugurada no início de maio e há vaga no seu quadro. Ela precisa ficar aqui, até para concluir o seu curso

O CONSELHO CONVIDA

O Presidente do Conselho de Desenvolvimento Sócio-Econômico de Belisário, Odair José de Bem, convoca os integrantes da diretoria e convida a todos os moradores do distrito para a sua reunião mensal, na próxima segunda, dia 30 de junho, às 19:30 horas, no GAB.

Pauta:

1. Prestação de contas da 15ª Cavalgada

2. Propostas de aplicação do saldo

3. Informações/decisões em relação à FABEL

A melhor forma de sugerir é através da participação nas reuniões.

DE ONDE VEM?

Como será que fazem esse leite tão gostoso e colocam dentro dessa caixinha, para fazer o meu mamá?  Que bicho é esse? 
E o ovo? Como conseguem fechar ele todinho assim?
Por que fabricam  uns mais claros e outros têm a gema bem amarelinha?
Hoje fomos mostrar essas coisas para o netinho Léo.
Essa é uma cena que faz parte da rotina de Belisário. Pela manhã, as carroças chegam com esses tambores carregados com leite até...
... essa casinha, na entrada do distrito onde ....
... uma equipe está aqui todos os dias da semana para receber.
Caramba! Isso dá muitas mamadeiras. O amigo Tião Arnaldo mostra para Léo o leite recolhido nesse dia.
Os dois nas laterais são cooperados, que fazem o controle dos litros entregues na cooperativa. Têm propriedade na Comunidade Fazenda Veigas. O do centro é o "Russo". Ele é técnico em questões agrárias e fornece produtos veterinários, minerais e serviços rurais de castração, corte de chifres etc, aos produtores rurais da região. Mora em Rosário da Limeira.
Na conversa com o produtor Tião Arnaldo e Odair, presidente do Conselho de Desenvolvimento Sócio-Econômico de Belisário a gente ouve reclamações. O café tem sido vendido a preços aviltantes. Chegou a cair até para 45,00 a saca. Não compensa pagar companheiro para colhê-lo a esse preço. O leite também em junho/2013 era pago a  R$ 1,15. Hoje o laticínio paga R$ 0,98. Um dos cooperados falou que isso se dá por que o Brasil está importando leite do Uruguai. Não sei se procede essa informação. Segundo Arnaldo, produzir leite só compensa se o trabalho for realizado sem pagamento de retireiro.
O leite é mantido em baixa temperatura aqui.A cada dois dias um caminhão vem recolher. Nesse época de seca, próximo de 500 litros são recolhidos diariamente. Na época das chuvas isso dobra.
Hoje temos apenas 8 cooperados entregando leite aqui.
Mas de onde vêm essa caroças? Vamos ver o curral de "Tão", um dos produtores.
Um carinho no cavalo...
E vamos para o curral.
Estão aí as fabricantes de leite.
E aqueles ovos que Leo e Nicole estavam comendo?
Olha aí quem os fabrica!
E para aumentar a produção, mais galinhas precisam nascer. André vai fazer isso e explica tudo para o primo Léo.
Vamos colocar pra chocar?
Tem uma galinha choca pronta para isso.
Daqui a 21 dias nascem os pintinhos.
Que vão ficar assim.

Um ovo foi tirado de outro ninho,  para o priminho almoçar
E vamos levar umas mixiricas para a sobremesa.
E tem mais novidades por aqui. É uma verdadeira chácara.
Essa farra está por pouco para Leonardo.

VOLTEI PARA O MERCADO PRODUTIVO

Cansei de ouvir isso de meus filhos:" pai, você precisa voltar a  trabalhar, aumentar a sua renda"... O que fazer? Comprar uma máquina de overloque. Montar uma facção EMBELISARIO? Quem sabe um torno, uma máquina de solda... equipamentos para abrir uma borracharia...quem sabe com um pouco mais de audácia, abrir um posto de gasolina por aqui...
Mas Clebinho, o meu filho mais ajuizado, deu solução para isso. Mandou-me uma mesa de sinuca padrão oficial. Veja abaixo.
O compadre Tuti veio estreá-la. 
Estilo profissional eu tenho.
Tuti é viciado.
Ninguém mais vai denunciar o meu ócio.  Obrigado, meu filho! Papai vai se dedicar muito ao seu novo ofício. Você ainda vai ser orgulhar dele!

quarta-feira, 25 de junho de 2014

VAMOS CONHECER UM CASAL INTERESSANTE

Quer dizer, alguns vão conhecer e muitos  vão rever. Mesmo em um lugar pequeno como Beli a gente acaba conhecendo pouco certas pessoas. O Sr. Geraldo Gonçalves é um exemplo. Bom dia! Boa tarde! E não muito mais do que isso.
Alguém me havia sugerido e somente hoje fui fazer uma entrevista com ele. Uma pessoa realmente interessante, bastante simpática e de excelente memória.
Sr. Geraldo vai fazer 90 anos em 2015. Ele nasceu em janeiro de 1925, na zona rural de Belisário, em propriedade  com 300 alqueires de terra. Parte disso ainda está com a família. Foi passado para a cunhada Iolanda, depois para a sua filha Lúcia. 

Seu avô tinha muita madeira na propriedade  e também uma olaria. Com esse material construiu essa casa na área urbana de Belisário. Naquela época ainda não existia cimento por aqui e mesmo assim a casa está em ótimo estado até hoje. Sr. Geraldo montou aqui um comércio.

Toda essa área construída que se vê era um grande sítio. Depois foram vendendo os terrenos laterais.

Enquanto a gente conversava os amigos iam parando para um breve papo. Sr. Osório e a esposa "Fia".
Diógenes Calais..., que também é da família. A mãe do Sr. Geraldo também era Calais, assim como ele. Ele veio trazer uma leite gordo pro amigo. E pensar que você só toma leite desnatado. Vai viver pouco.
A esposa, D. Nely, também é uma simpatia. A idade não a impede de cozinhar para a família. Até o neto Fernandinho está toda hora aqui pegando uma "boquinha".

Ela tem problemas de coluna, mas tem passado bem, sem dores, com uma injeção que conseguiu recentemente.

Tivemos uma boa conversa. Ela conheceu toda a família de Mírian, aqui em Belisário. A avó Esther, a mãe "Olguinha"  o pai "Dodó"...

Leo, que me acompanhou nessa visita, nunca havia visto um frango dentro de um balde. Nem eu. Vocês imaginam o destino do pobre bichinho, aí junto do fogão.
A neta Maria Fernanda está de catapora. Um chamego da vovó ajuda nessas horas.
Casa dos pais sempre tem fotos pela sala.
São os pais de D. Ely. 
A casa tem estilo mesmo de fazenda. 
Rejane é uma grande auxiliar da casa. Ouço muitos elogios a ela, pela sua dedicação a idosos. Também ajuda a cuidar de seu avô.
Quem está de catapora recebe uma visita da equipe do Programa de Saúde da Família.

O casal Geraldo e Ely teve 9 filhos. Sete deles estão vivos. Fernando, que mora aqui em Beli, Tadeu, em R. da Limeira, Cirley, Dadá, Celeida, e Cilemar moram em Muriaé. Luíza da Penha mora em Rio das Ostras-RJ.

terça-feira, 24 de junho de 2014

A COPA ESTÁ ESQUENTANDO POR AQUI

O clima estava meio frio por aqui, em termos de ornamentação para a COPA DA FIFA  2014. O empate com o México parece que deu uma esfriada na galera.
Mas a vitória folgada contra Camarões, e apresentando um bom futebol, deu uma esquentada.
As bandeiras e enfeites começaram a aparecer EMBELISARIO.
A amiga Nina não admite, mas ela pintou a taça da Copa em sua calçada e parou por ai. Hoje ela voltou a pintar mais.
Agora é o fuleco, símbolo do evento. A equipe toda do GAB entrou nessa empreitada.
Túlio é um vibrador com futebol, principalmente com a Copa. Veja a sua casa.
A minha praça está mais ou menos
Vamos aguardar o jogo contra o Chile.
Após a vitória certamente que mais famílias vão se animar e caprichar mais nos enfeites.