sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

FÉRIAS MERECIDAS

Depois de meses dando duro EMBELISARIO, colocando em risco a própria vida para alimentar esse bloguinho, o Medico me aconselhou uns dias de descanso.
Indo a JF para levar a sobrinha, recebermos o convite do cunhado Carlos Alberto para virmos passar o fim de semana em Cabo frio? Saímos ontem, sexta, de Beli, fomos para JF, de la passamos no Rio e viemos para Cabo Frio. Se o médico recomendou...
Esttou com dificuldades técnicas para postar fotos. Dessa forma, vamos dar um sossego para vocês. Creio que somente voltaremos a apostar. Na terça.
Nessa fase, please, dont foorget us!

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

RECORDAR É VIVER III

Promoção da extinta Rádio Comunitária Itajuru de Belisário em conjunto com agricultor de Belisário e EMATER.

Enquanto os microfones anunciavam a excelente promoção, o agricultor José Maria Gomes (produtor)  e o Engº. Agrônomo Chiquinho da EMATER, de machado na mão, diante do primeiro ajuntamento de pessoas, uma abóbora gigante de 56 quilos era partida diante do público para distribuição gratuita, outubro de 1999.

Chiquinho partindo a abóbora

Nina e Chiquinho iniciando a oferta, a esquerda atrás, vê-se a antiga casa de Taninho Coelho
o povo se juntando para ganhar a abóbora do José Maria do Suro.


Matéria de Nina Campos 

INDO NA CACHOEIRA, DE NOVO

Eu juro que não falo mais em Cachoeira do Nahor, pelo menos nesse mês. Mas voltamos lá hoje. Giulia gostou da experiência. 
Dessa vez com emoções; vamos navegar em nosso iate por essa águas ameaçadoras e profundas. No local  mais fundo pode chegar a meio metro. Esperamos voltar com vida.
Se a Capitania dos Portos pega essas crianças navegando sozinhas...
Esse aqui revelou que assim que entra de férias sobe imediatamente a serra. Mora em Muriaé. É o Cidinho, mais um irmão de Lindim. Você viu outros irmãos jogando baralho outro dia, aqui EMBELISARIO. Ele conhece cada centímetro desse lugar.
Muita gente passou para a Cachoeira de Belisário. Eles vêm caminhando de Belisário. Esse carro veio de Muriaé.

OH! MAURINEI ! CADÊ VOCÊ?

Somente agora descobri que Maurinei saiu de Belisário. Descobri quando recebi uma mensagem no FB da sua esposa, Danyela Rocha, com algumas fotografias de uma festa da qual participou, em sua nova cidade. É esse o casal. 
E foram para a cidade de Realeza. Mas não é essa aqui perto de Manhuaçu. Fica no Estado do Paraná, exatamente no extremo oposto a Curitiba. A cidade tem população, estimada em 2009, de 16.288 habitantes e dista 524 km da capital.

Pelo que vi no google maps fica muito perto da divisa com o nordeste da Argentina, sul do Paraguai e pertinho de Foz do Iguaçu. O casal está morando bem.

Nas fotos abaixo Danyela e Maurinei participaram de uma festa que acontece sistematicamente em cada comunidade de Realeza. 
Churrasco em família tem a cara dos gaúchos.
É uma pena a gente perder o convívio com pessoas boas como essas. Mas é o preço a pagar  por morarmos em local de empregabilidade baixa, apesar de que Maurinei é um pedreiro profissional e esse profissional tem emprego garantido por aqui. Mas é a vida. Aceitar desafios enquanto se está novo. Sei bem o que é isso.
Sucesso para o casal! Se a saudade bater forte e for conveniente, voltem!

RECORDAR É VIVER II

Acompanho o blog EMBELISARIO diariamente e estou curtindo muito as matérias " LUGAR DE PASSAR FÉRIAS É BELISÁRIO".
Essas matérias me lembram muito as minhas férias, quando criança eu, minha irmã e primos de fora esperávamos ansiosamente por elas, pois todos vinham pra Belisário passar as férias conosco e a casa ficava cheia.
Passávamos o dia na cachoeira, no campo, lajinha, na rua jogando queimada ou bandeirinha estourada...
Tempos felizes que sinto muiiiiiiita saudade, afinal eu eu morava no lugar onde todos queriam/querem passar as férias!!!

Foto 1: Com os primos do Rio e de São Paulo e os amigos de Belisário. O meio de locomoção mais divertido era o trator do vô Bastião.

Foto 2:  Com os amigos de Muriaé (netos de Dona Deja) que passavam não só as férias, mais todos os finais de semana em Belisário. 
Foto 3: Com os amigos de São Paulo, netos de Dona Elvira. Quando não dava cachoeira, a diversão era ir a ponte ver a enchente.


Matéria escrita pela Dra. Cássia Mª Neres Coelho,  Engenheira Agrônoma pela UFV, hoje residindo em Marilândia - ES.

DE NOVO NA CACHOEIRA

A sobrinha Giulia atá agora não viu a Cachoeira do Nahor. Isso não pode. Bora lá!
O amigo Altamiro é o vaqueiro. Sabe tudo de gado e animais. Esse garoto com essa camisa??? Deve ser pra espantar os predadores das vacas.
Preciso de uma boa foto.
No meio dessa manada selvagem eu corro riscos. Mas, tudo pelo blog!
Não é mesmo, vaqueiro?
Então vamos rever esse paraíso.
A patotinha de Giulia nos acompanha.
Caramba! Como esse cara à direita está barrigudo! Deve comer muito e não fazer exercícios.
Ao contrário...
Da outra vez eu escorreguei. Subi novamente para arriscar uma boa foto.
Com direito a picolé pra garotada. Levamos do Paulino.
Olha que linda a minha sobrinha! Puxou os meus olhos.
Todas as pessoas presentes chupam picolé.
Luisa também está linda! Ela é filha de Pavão, o nosso agricultor/ ambientalista.  É aquele que fala e faz. Nessa área, aqueles que  somente falam nesse país, têm um monte.
Como tem mulher bonita hoje nessa cachoeira!
Preparar!!!
... disparar!!!
... quem ganhou???
Arte em pedra...
Criança à milanesa, parecendo mineiro na praia.
Opa! Os turistas vão prá lá e os moradores vêm pra cá?
O casal é de Beli. A pastora "Da Paz" e seu marido Sr. Amado.
E os sobrinhos, de Congonhas, passeando EMBELISARIO.
A Copa do Mundo tem gente que questiona. A copa das árvores todos admiram.
No caminho, esse carro parado na altura da Cachoeira de Belisário. Quem acha que a prefeitura vai fazer o escadão aqui "compartilha" no face o link.

PRECISA DE UM BOM ELETRICISTA NA REGIÃO ?

Por recomendação de um  amigo, ontem à noite ele veio aqui para ver comigo um serviço. Ele mora em Rosário da Limeira e trabalhou no ramo, por 4 anos, em Muriaé.

Pela conversa logo vi tratar-se de um bom profissional. Mas o seu curriculum cresceu quando fui contar algo e ele logo antecipou o assunto alegando que já tinha lido no blog.
Ele é Lauri e sua esposa é Joana D'Arc. Ela, que também está sempre ligada no blog, é prata da casa. Morava em Pedra Alta antes de se casar, há menos de dois anos. Joana é filha de Neura e José Antério, neta de José Palmerindo. Além de tudo, um casal muito bonitinho.
Se lê o blog, então vai pro blog!

ESQUECI DO DOMINGO

Apenas uma preliminar: enquanto o Brasil reclama do calorão, aqui EMBELISARIO, essa noite muita gente puxou um edredom. Saí agora pra comprar pão e quase voltei pra pegar agasalho. A mínima atingiu 15 graus, de madrugada.

Mudando de assunto: na redação de nosso blog pipoca tanta matéria, que algumas acabam passando despercebidas. veja essa: Domingo sai para testar o carro, que teve os amortecedores trocados. logo na subida da Cachoeira de Belisário encontrei com uma pessoa que anda com alguma dificuldade. Ofereci carona e assim estiquei o meu teste até a Comunidade Santa Catarina. Beleza! Era uma tarde agradabilíssima. Um desperdício ficar em casa.
Primeiro uma olhada nessa partida dura.
Dura de se ver. Muitos bolas murchas em campo.
Mas esse rapazinho de preto sabe das coisas. É o bola cheia
Esse campo fica defronte ao Sítio da Amizade, do casal Vicente e Adil. Aqui eles fabricam uma pinga que muita gente leva quando vem passear. Tem uma turma de BH que leva várias garrafas. O casal já participou de vários programas de capacitação para o turismo rural.
Olha eles ai! Marcinha tem um sítio aqui do lado.
A vista frontal é a do Pico do Itajuru. estamos debaixo dele.
No retorno parei o carro pra fotografar esse sítio, mesmo com smartphone. Ficou uma graça, com a reforma que recebeu, principalmente com varandões ao redor da casa, pintados com muito bom gosto. 
Quero um dia ir lá. O proprietário é Dedé, que mora no Rio de janeiro.
Outra propriedade " arrumada". Essa é de Sávio, que mora em BH. Creio que ele virá morar aqui quando se aposentar. Tomara! Ele é gente boa.
  
Sonho com o entorno de Beli ocupado por sítios de bom nível, para valorizar o turismo regional. Aos poucos eles estão surgindo. Pena que a região seja mais atraída por  pessoas do Rio, BH e SP.