sexta-feira, 31 de maio de 2013

UMA NOITE MUITO GOSTOSA EM BEAGÁ

Às 11 horas deixamos André no Aeroporto de Confins. Na final da Libertadores ele volta e vamos ao estádio juntos novamente. Isso já está fechado.
Depois de uma noite agitadíssima na Arena Independência, nada como um programa light, num frio de 17 graus, lá no alto da Afonso Pena, na Praça do Papa.
Cerca de 5 mil pessoas se juntou lá para assistir o espetáculo do Grupo Galpão, OS GIGANTES DA MONTANHA.

Um dos atores desse famoso grupo mineiro é José Maria Mendes, que fez  75 anos, ontem. O grupo tem 21 anos de existência.
Isso está acontecendo até domingo nos pés da Serra do Curral. Belô pode ser vista lá embaixo. Opções culturais é uma vantagem de uma cidade grande  como Beagá. Sempre há público para coisas de bom nível. 


O texto é um chamamento ao mundo da fantasia, onde a razão
é chamada de vilã. Se passa numa vila povoada por metade
fantasmas e a outra metade fantoches.  Todos são convidados
a viajar por 90 minutos por esse mundo de sonhos e verdade
criadas pelo imaginário. O colorido é fantástico. as músicas são lindas.


Leia um pouco maishttp://divirta-se.uai.com.br

"A fábula Os gigantes da montanha foi escrita em 1936 pelo italiano Luigi Pirandello e narra a chegada de uma companhia teatral decadente a uma vila mágica, povoada por fantasmas e governada pelo Mago Cotrone. A peça é uma alegoria sobre o valor do teatro (e, por extensão, da poesia e da arte) e sua capacidade de comunicação com o mundo moderno, cada vez mais pragmático e empenhado nos afazeres materiais. “É um texto maravilhoso e, esteticamente, a montagem é perfeita. É uma obra-prima. Não tem como não gostar”, resumiu o estudante de letras Thiago Landi, de 26.".

Cabem duas observações:
1. Se for assistir, chegue às 19 horas, para garantir um lugar para ver o espetáculo assentado.
2. Os carros ficam longe do local de apresentação. Se não chegar cedo, vai ter de andar bastante. 

AINDA NO INDEPENDÊNCIA NA NOITE EM QUE FOMOS PARA AS QUARTAS DE FINAL.

 Flávia mandou mais fotos. 
A churrasqueira foi montada na calçada da Rua  Silviano Brandão, na concentração da torcida.
Quando o time entra em campo, o bandeirão é aberto. Reverência ao maior do Brasil

Pertinho do goleiro Vitor, no primeiro tempo.
Só pegando na internet a foto desse santo pegando o pênalti. Foi lá do outro lado e nessa hora eu estava de joelhos, querendo chorar. 

IMAGENS DE UMA NOITE DE SOFRIMENTO, COM FINAL FELIZ

Apesar de todo o sufoco, até aos 47 minutos, foi uma noite linda. As fotos estão péssimas pois não levei máquina, é claro! No smartphone não ficaram legais.
Chegamos 4 horas antes do jogo. Aí estamos pegando churrasqueira, carvão, cerveja e refri gelado e churrasquinhos, no porta malas do carro. É isso mesmo! Na calçada da Rua Silviano Brandão. Muita gente faz isso.

Um multidão incrível fica por ai, até o ônibus do Galo passar. Só depois disso a galera começa a subir para o estádio.

Tomara que a patroa ache essas garotas feias. Mas não são. Uma delas está indo para Muriaé nos próximos dias. Está convidada para ir conhecer o nosso Beli.
Conseguir os ingressos não foi nada fácil. O sobrinho Rafael fez isso, organizou o churrasco... Vagner e Flávia vieram do Rio. Gui tá firme com a gente. É um sobrinho muito querido.
Realmente, o Independência ficou lindo. Uma visão de campo excelente.
Ficamos atrás do gol.
Tem mais fotos e filmes. Vamos postando aos poucos. Continuamos em BH.
A voz está bastante afetada, mas a pressão já normalizou. Meu santo padroeiro agora é São Vitor. Sem ele a gente teria sido MORTO NO HORTO.

HAJA CORAÇÃO

Duas horas da madruga, o coração ainda está descontrolado. A pressão não está regularizada. Acabamos de chegar da Arena Independência.
Um pênalti sofrido aos 47 minutos, significando a saída da Libertadores era a última coisa que a gente poderia esperar. O Tijuana perder o pênalti, coisa muito  pouco provável...
Mas foi o que aconteceu, O goleiro atleticano Vítor pegou com o pé. A gente está nas quartas de finais.
Mas vamos dormir. Depois a gente fala sobre isso.
Será que vai dar para dormir, depois de tanta adrenalina?
Até essa hora, a festa foi linda.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

ESTAMOS EM BH


Chegamos ontem, quarta, no final da tarde. Já fomos direto para os nossos aposentos, pertinho da opulenta Igreja de Lurdes.

Eu sempre destaco que o nosso maior patrimônio, além da família, são os amigos que foram sendo agregados ao  nosso convívio pela vida a fora. Gerson e Luiza, de Conselheiro Lafaiete, são amigos/irmãos e nos deram literalmente cópia das chaves do apê que mantém aqui em BH. Há poucos metros da Praça a Liberdade e do Palácio das Artes, na Afonso Pena, fica mais confortável vir até à capital.
No final da manhã fomos pegar o filho André no aeroporto. Ele veio  exclusivamente para ver o jogo do Galo conta o Tijuana. Daqui há 2 horas a gente sai para a Arena Independência, convictos de que CAIU NO HORTO TÁ MORTO". O sobrinho Guilherme, também da elite atleticana, mora aqui e foi almoçar com a gente. Vai no estádio conosco. Tem mais sobrinhos chegando do Rio para essa partida histórica.Os Sigilianos/Paradelas vão invadir o Independência.
Estamos discutindo onde deixar a patroa, que não vai no campo.  Não temos hora de chegar em casa. Depois da classificação para a sem-final, a gente vai para a comemoração.
Fomos almoçar no Xico da Carne. Uma rede muito boa daqui de Beagá.
Esse torresmo de barriga!!!
Mas a sobremesa a gente ainda é mais exigente. Fomos para casa de Gui, onde Sandra e Gustavo nos esperavam com um  brownie.
Sandra é famosa na família pelas sobremesas que faz.
Postamos as fotos do jogo depois. Opa! Patrícia e Rafael acabam de chegar do Rio, para passarem o feriado com a família.
                          
Postamos as fotos do jogo depois.
Um bom jogo para nós!!!



quarta-feira, 29 de maio de 2013

CAFÉ É COISA NOSSA.

Com o frio a gente faz a ligação com um cafezinho quente. Um pãozinho de queijo...Pois é justamente nessa época que a nossa comunidade belisarense volta as atenções para esse produto, quando começam as colheitas. Há uma mudança na rotina local. Carros e ônibus chegam cedo na praça pra pegar os catadores, o assunto gira em torno de quem fez a sua colheita, quem vai aguardar um pouco mais...
Da minha varanda mesmo posso captar uma imagem de um cafezal, como esse abaixo. De qualquer janela, de qualquer casa se obtêm uma foto de uma lavoura cafeeira. 
Alguns são otimistas e acham isso um bom negócio. Outros juram que vão queimar a lavoura... Dentre os otimistas a gente conversou com José Calais, pessoa conhecida por buscar um plantio de café e outros produtos, buscando caminhos da técnica. É conhecido em nossa região por ter assumido esse perfil. Buscar produzir com um maior valor agregado.
Lembra que essa produção é desafiante. Há a hora certa de plantar e a hora certa de colher, buscando-se a fuga das intempéries, sempre que possível. Com forte ligação com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, onde conversou conosco,  e a cooperativa de crédito, CRESOL, Calais sempre reforça necessidade dos produtores buscarem a evolução. Não admite, por exemplo, a continuidade com as onerosas máquinas de secagem do café. Incentiva a busca pela secagem em estufas a energia solar, de forma a se obter uma umidade adequada para a armazenagem do produto.

Ele lembra que o nosso estado responde por 52% da produção nacional, e que o café é um bom negócio. O valor da saca oscila hoje em torno de R$ 300,00, para um café bom, podendo cair para R$ 270,00 se for o café Rio, de qualidade inferior. Informa, ainda, que o nosso micro clima favorece a produção de uma café com sabor diferenciado, o que compensa, em parte, os maiores custos em relação às regiões mais planas, como o Triângulo e Sul de Minas. Ele destaca que 2013 marca uma boa safra e Muriaé deve colher em tono de 10 a 12 mil sacas nesse ano. O Distrito de Belisário é o maior produtor do município.                    
                                            

sábado, 25 de maio de 2013

FECHANDO O MÊS DE MAIO NA PARÓQUIA

O frio estava gostoso EMBELISARIO nessa noite de sábado. Certamente que não tem ninguém na rua, comentou Mirian. Como assim? No último fim de semana do Mês de Maria e não ter movimento na rua?  

Que nada! Depois da missa começou a festança. Perdemos o início, com os leilões, mas deu prá pegar muita gente por lá.

Essa galera veio de Limeira - SP. São da família do Sr. Pedro Adolfo. Pedro Filho, de camisa branca, é irmão de Cleonice, à sua direita. Morou aqui, depois foi para SP.
Esses vocês conhecem? Não? E Coca Cola, vocês conhecem?
Filipe e Waldemar Costa também estão sempre por aqui no blog.
Os mais tímidos preferem a escadaria da Matriz. Só de espreita...

Gilson e Laís não dão bobeira até muito tarde. Bem cedinho têm de fazer aquele pão borboleta já famoso de Belisário.
E se está frio, uma "vaca atolada" e quentão, na barraca da paróquia resolvem.
Que deve estar gostosa...
... então vamos encarara. Boa mesmo!
O Frei tentou animar um forró. A turma não aderiu.
Política na época de eleições divide. Passado o pleito,  somos todos amigos. É o que confirmam Wolninho, o vereador atual  e Antônio Balbino, ex-vereador.
Conhecem esse de chapéu? E o nosso Soldado Muniz. Grande militar PM
E na pizzaria de Fernando a família do Sr. Agostinho Lopes (Lelei),  aproveita a noite em outro clima.
Amanhã, domingo, a última noite, com celebração e depois barraquinhas e leilão. Depois acabou? Que nada! Começa a TREZENA DE SANTO ANTÔNIO
Meia hora depois de chegar em casa, olha o que eu podia ver de minha porta. Nada, só serração.

VIVA A SERRA! ISSO É BELISÁRIO!

DEPUTADA VISITA BELISARIO

Vimos uma movimentação diferente hoje na Praça Coronel Francisco Gomes e fomos conferir. Estava acontecendo uma reunião de uma CEB no salão paroquial. Nas décadas anteriores esses grupos tinham uma forte participação na vida da Igreja Católica, tendo sido responsáveis por muitos avanços sociais no país.
As Comunidades Eclesiais de Base (CEB) são grupos que se aglutinam em função da proximidade territorial e das carências que tenham em comum, com o objetivo de se articularem em torno da realidade política e social em que vivem.
Esta lá Dalberto, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e equipe, o Vice-Prefeito de Limeira, João Paulo, ao lado de seu pai, vereador eleito também daquela cidade e pessoas ligadas ao movimento.

Os cânticos são presença marcante na liturgia cristã.
Muitas mulheres presentes...

E  não era sem motivo. A pauta de reunião tinha muita relação com elas. Também presente a Deputada do PT, Maria Tereza Lara, de Contagem, que aparece na foto com o folheto na mão. 
Na nossa conversa percebemos que ela tem uma relação já de muitos anos com a militância católica e aqui veio para mobilizar a comunidade para adesão ao Programa Habitacional  "Minha Casa Minha Vida", que foi estendido para as comunidades rurais.
Com atuação na área de políticas públicas para mulheres, a deputada também veio divulgar a redução, a partir de 2011, da contribuição das donas de casa que pretendam aderir à Previdência Social, para a alíquota de 5 % do salário mínimo, podendo assim se aposentar com um salário mínimo, desde que contribuam  pelo tempo mínimo de 15 anos e tenham pelo menos 60 anos de idade para começar a receber a aposentadoria. A renda da família não pode ultrapassar a quantia de dois salários mínimos mensais.
D. Nina também veio até a casa paroquial, para oferecer ajuda na organização da programação que acontecerá no mês de junho em nossa comunidade: COM SANTO ANTÔNIO, CELEBRANDO OS 150 ANOS DE BELISÁRIO, como já falamos em matéria anterior.
A programação está sendo organizada pela comissão eleita, presidida por José Domingos.
Ela fez a entrega a Mateus de um cheque como colaboração do GAB para a vinda do artista Sebastião  Farinhada, para abrilhantar os festejos, e convidou o Frei Delkson Vander Souzaum dos cinco franciscanos que atualmente administram a Igreja no Distrito, junto com o Frei Gilberto, para uma visita ao Museu TIC-TAC, onde são conservadas e exibidas uma coleção de roupas, objetos e documentos que contam a    história da Igreja Católica em Belisário.
Coisas boas vão acontecer e vamos começar a falar mais sobre isso.