quarta-feira, 31 de agosto de 2011

E A SAÚDE, TUDO BEM?

Pela reunião de ontem à noite avalio que em Belisário ela está mais ou menos. Nota 5.
O próprio Secretário de Saúde, Dr. Marcos Quarino apresentou as suas dificuldades em gerir a Secretaria Municipal de Saúde e destacou sempre ser esse um problema nacional.
Diversos técnicos da Secretaria estiveram presentes aproveitando para apresentar alguns dados sobre o trabalho que desenvolvem e aqueles relativos ao distrito. Em termos de dengue, por exemplo, fomos informados de que não há nenhuma ocorrência em Beli e que os quintais foram considerados muito limpos pela fiscalização, o que dificulta a procriação do maldito mosquito (não vou citar o seu nome aqui para não promovê-lo, além de evitar perda de tempo já que teria de recorrer ao google para conferir como se escreve).
O salão do GAB estava completamente cheio. (As fotos foram tiradas no início da reunião)



A equipe do PSF local fez uma apresentação sobre hipertensão, com foco na sua prevenção. Mandaram bem ...
Juntamente com o nosso vereador Vandim, Dr. Marcos se mostrou muito aberto e verdadeiro. Não fez promessas levianas e permitiu o livre debate. Isso é muito bom. Alguns gestores públicos se colocam acima do bem e do mal e nessa condição têm dificuldades de ouvir críticas.
Ele reforçou a grande dificuldade, inclusive nacional, de fazer um médico cumprir uma jornada razoável de trabalho.
Tudo foi registrado em ata, onde podemos destacar alguns pontos registrados, a partir das reclamações apresentadas.
1. Algumas coisas melhoraram como a falta de gasolina na ambulância e a falta de médico, depois que a verba de combustível foi aumentada e que Dr. Ronaldo veio para Beli onde tem feito um ótimo trabalho.
2. As comunidades estão sendo pessimamente atendidas, obrigando-as a recorrerem a Rosário da Limeira. Geraldo, representante de Pedra Alta, fez o pedido de mais uma viatura, somente para atender a essa região.
3. A Creche precisa receber acompanhamento preventivo por parte dos dentista como aplicação de flúor, distribuição de escovas ecreme dentário .... O Secretário se comprometeu nisso.
4. A construção da UPS de Beli está com bom encaminhamento, com verba já garantida.
5. A questão de falta de medicamentos foi justificada como decorrente de dificuldades de licitação. também foi explicado que está sendo feito um cadastro de todos os hipertensos, para que se procure adquirir medicamentos que melhor atenda à maioria.
6. Muitas reclamações contra ao não atendimento na área de ginecologia, já que somente estão sendo atendidas as gestantes, obrigando as mulheres a recorrerem a Muriaé sempre que necessitam exames e consultas de rotina.
7. Falta de uma policlínica nos fins de semana.
8. A funcionária da unidade básica de São Domingos pede a presença do médico do PSF todas as semanas e não apenas de 15 em 15 dias.
9. Demora na realização de exames laboratoriais.
7. Algumas reclamações contra o tratamento rude que vem sendo dispensado aos pacientes por parte de um dos dentistas que, estando presente na reunião, buscou defender-se.
Foi uma boa reunião. Gostei do Secretário!
Faltou alguma coisa? Comente...

terça-feira, 30 de agosto de 2011

A COOPERATIVA COMO VAI ?

O Conselho Consultivo da CREDITAG, a cooperativa de crédito que tem uma agência em Belisário, reuniu-se nesta segunda para avaliar o desempenho da instituição durante o seu curto período de vida em nosso distrito.
A reunião foi presidida por Getúlio, que tem a responsabilidade de coordenar todas as 10 agências da região, tendo a sua sede em Fervedouro.
Suas palavras foram de otimismo em relação aos resultados obtidos até aqui, inclusive quanto ao número de associados em Beli, que hoje se aproxima de 270.
Anunciou que em breve a CREDITAG já estará integrando a rede CRESOL, uma grande instituição do Paraná. Que isso significará um grande ganho para a Cooperativa.
Também presente na mesa João Paulo, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, parceiro da entidade de crédito.



José Calais, um grande incentivador do sistema de cooperativa, anuncia a organização da COPAVE, com o objetivo de apoiara, através do sistema associativo, a produção rural. Calais é conhecido pela forma com que incentiva a aplicação de técnicas na produção, o que permite maior valor agregado no produto. Isso se verifica em tudo o que ele produz, inclusive em seu café, que sempre dá "bebida", conseguindo produzir o "café duro", que é o de boa qualidade.
Também muito discutido a questão da segurança da agência que sofreu 2 assaltos em 70 dias. Foi apresentada uma proposta de se procurar um outro local para o funcionamento da agência mais próximo da Praça da Matriz. onde haja mais movimento, o que poderia afugentar ladrões. A proposta vencedora foi a de que se permaneça no espaço cedido pelo GAB, buscando-se um fechamento com alvenaria do acesso ao caixa através da sala onde os clientes são atendidos, por onde os ladrões têm passado.
Francisco Oliveira e Geraldo dos Santos foram escolhidos para acompanhar João Paulo, Getúlio e o Vereador Vandim nos Contactos políticos e também junto à PM de Muriaé, Juiz de Fora e Belo Horizonte para darem continuidade às cobranças para o retorno do policiamento em Belisário.
Juntamente com José Calais e Paulino Balbino nós iremos compor o grupo de mobilização para que logremos êxito nessa empreitada.
No final fomos para o Bar do Izalino para saborearmos uma canjiquinha. A mocinha que aparenta estar fazendo a comida não entende nada do assunto. Ela é Vanelza, funcionária da CREDITAG de Rosário da Limeira

domingo, 28 de agosto de 2011

EMVIEIRAS

UM RETORNO AO PASSADO - NINA CAMPOS


Na sexta-feira última, satisfiz um antigo desejo. Fui a Vieiras, para ver se relembrava a "Babilônia" do meu tempo de criança, do início da década de 1930. Embora tenha saído de lá com apenas sete anos, confesso que a hoje próspera cidade de Vieiras me diz muito. Visitei várias ruas, subi o morro da igreja, respirei aquele ar gostoso querendo fotografar tudo, como que desde aqueles outros tempos.
O novo nome de Vieiras nasceu junto com a cidade, em 1953, em homenagem ao desbravador da região, o Tenente Lucas Antunes Vieira, muito justo. Porém, acho que a menina de sete anos que ainda preservo dentro de mim não me deixa esquecer também a Babilônia, mesmo com as suas ruinhas barrentas, a igrejinha tosca, as vendinhas só de riscado, brim "ranca-toco", para os homens, chitinha para as mulheres e flanelas para as crianças. Ah, as crianças ! Morria muita criancinha. Não havia água tratada, nem farmácia, nem banheiro, a gente se servia da casinha em cima do córrego (clique na foto abaixo).

Depois do córrego estava a casa do Sr. Monteiro, o chefe político do lugar. O nome inteiro dele parecia um verso de poesia: Oscar Octávio Monteiro de Castro, hoje perpetuado na placa da rua em que tinha o seu sobrado, o único sobrado do lugar.(foto)

Estava viúvo, a mulher morreu de parto. Meu tio se casou com a filha dele, Albertina, nome em homenagem ao Rei da Bélgica que tinha visitado o Brasil. O filho dele, Ruy, era muito parecido com ele.

A minha tia Albertina teve a primeira filha, Mª dos Anjos; nasceu morta. Depois veio o José, que se tornou médico e tem três filhos médicos também. Acho que a vocação veio de tanto ouvir falar na tragédia que era antes, na vida da gente nesse Brasil do interior.

Tenho muito para contar daquele tempo. Tinha o vizinho Plínio, comerciante também; tinha as crendices... uma era de que, se uma criancinha ao ser batizada tivesse como madrinha uma virgem, de até sete anos de idade, a sua vida seria preservada. Que nada!

Eu fui madrinha de algumas e sinto até hoje aquela sensação penosa de tirar o seu corpinho morto, frio e rígido, da mesa de velório para o caixãozinho de madeira forrada de morim branco ou azul, que chegava do carapina.

Ao fotografar agora o Centro de Saúde, o final de construção da Farmácia de Minas e tantas casas bonitas e benfeitorias que vêm de muitos prefeitos com certeza, já senti saudades antecipadas...

QUERO REGRESSAR A VIEIRAS, A LINDA BABILÔNIA DE HOJE TERMINA AQUI






Preparativos para a festa com Sérgio Reis



sábado, 27 de agosto de 2011

GAROTA FABEL 2011

Não temos pressa de encerrar o assunto FABEL. Somente hoje Estela me mandou as fotos das belas meninas que se classificaram nas 3 primeiras posições do concurso.
Olha como são bonitas!
A GAROTA FABEL 2011 eleita foi Carla Patricia. Na segunda foto a 2ª classificada, Thaís Araújo e em 3º lugar Maíra Fernandes

Vamos comentar? Gostaria de saber mais sobre o concurso...

DEPENDE DE NÓS


Acordei inspirado hoje. Depois de 3 semanas fora, um sábado em Beli é tudo de bom.
Tratar dos passarinhos, das galinhas, dos peixes, molhar a grama ...
Ajudar a patroa na limpeza do quintal... Ela passa o rastelo e eu recolho as folhas. E haja folhas, depois de tanto tempo...
Podar as plantas da frente da casa...
Agora é hora de dar uma volta na rua para colocar em dia as fofocas. Isso se faz bem no Mercadinho de Paulino, ainda mais se "Tão" estiver lá. O cara sabe da vida de todo mundo e solta tudo.
O Açougue de Tuti também é um bom ponto, aos sábados principalmente.
Agora em casa, comendo uma carninha de porco enquanto espero o almoço, estou ouvindo Ivan Lins na internet (www.radiouol.com.br).

Pois é, ser feliz só depende nós. Vai ai a letra de sua música nesse sentido, na esperança de que "Com força e com vontade A felicidade há de se espalhar Com toda intensidade...", como ele canta em outra música.



Depende de nós
Quem já foi ou ainda é criança
Que acredita ou tem esperança
Quem faz tudo pra um mundo melhor

Depende de nós
Que o circo esteja armado
Que o palhaço esteja engraçado
Que o riso esteja no ar
Sem que a gente precise sonhar

Que os ventos cantem nos galhos
Que as folhas bebam orvalhos
Que o sol descortine mais as manhãs

Depende de nós
Se este mundo ainda tem jeito
Apesar do que o homem tem feito
Se a vida sobreviverá

Depende de nós
Quem já foi ou ainda é criança
Que acredita ou tem esperança
Quem faz tudo para um mundo melhor

Lá,lá,lá,lá,lá...

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

SOBRE REUNIÃO TERÇA-FEIRA

Após a matéria postada aqui no blog convidando os moradores de Beli para participarem da reunião dia 30 com o Secretário Municipal de Saúde, dois comentários anônimos foram postados e estes me preocuparam.
Até entendo a revolta de ambos os comentaristas em relação ao tratamento desrespeitoso que alguns "barraqueiros" dispensam às atendentes do PSF, como se estas fossem culpadas pelas mazelas do órgão, tais como falta ou atrasos de médicos, falta de remédios, etc. São pessoas educadíssimas que não podem ser responsabilizadas pelas deficiências e merecem todo o nosso respeito.
No entanto também não posso concordar com o fato de um secretário municipal que se prontifica participar de uma reunião aberta com a comunidade também seja desrespeitado.
Entendo que os presentes devem participar sim, denunciar, cobrar os seu direitos constitucionais de garantia de saúde gratúita pelo poder público... mas não é necessário fazer isso "armando barraco" como sugerido. Isso não é o perfil do povo de Belisário.
Infelizmente tem muita gente que não pode ver uma plateia que se arvora em fazer teatro e às vezes mostrar uma liderança que nem sempre tem. Isso geralmente não resolve o problema e pode criar outros.
Essa é a minha opinião, embora não esteja participando da organização do evento. É que detesto barraqueiro e admiro àqueles que sabem reivindicar os seus direitos.



VAMOS DISCUTIR A SAÚDE EM BELISÁRIO?

O Programa de Saúde da Família-PSF de Belisário convida a todos para participarem de uma uma reunião com Secretário Municipal de Saúde, Dr. Marcos Guarino, onde serão tratados os problemas na área de saúde em nosso distrito.

É uma excelente oportunidade para a exposição de idéias e críticas a este importantíssimo assunto.

DATA: 30 de agosto, ás 19:00

LOCAL: Grupo de Artesãos de Belisário - GAB




quarta-feira, 24 de agosto de 2011

MAIS DESFILE

Recebi de D. Nina mais fotos do desfile da FABEL.
A cada hora que vejo fico mais impressionado com a qualidade do trabalho, principalmente sabendo das dificuldades com ele é desenvolvido. É sempre oportuno a gente se lembrar de que estamos falando de um distrito rural, onde não não há recursos públicos financeiros para esse tipo de evento. O amor pelo trabalho é o grande patrocinador do que ali acontece.
Essa garotada, além dos pequeninos da Creche e Escola Municipal, acompanhado dos seus professores debaixo de chuva é algo muito motivante

Café é o nosso ouro.

Até vê-lo colhido é uma trabalheira só...

Uma homenagem ao nosso heroi, o produtor rural.
A dengue ainda não chegou em Belisário, pelo menos por enquanto. Prevenir não custa ...
Uma lembrança do padroeiro Santo Antônio...
Um trabalho que vem sendo desenvolvido por uma ONG em Beli tem como premissa o despertamento e o envolvimento das pessoas com os valores da terra, listando-os, reconhecendo-os e sendo preparadas para mantê-los, deixando de ser apenas espectadores do processo de desenvolvimento da região, sob a condução de uns poucos. Cidadania é isso




Se aparecer mais fotos a gente posta.